His Dark Materials – Fronteiras do Universo

Boa noite/Tarde/Manha pessoal! espero que todos estejam bem nesse início de 2021! cheios de esperança e desejo de que tudo possa voltar ao normal, e que o normal possa ser melhor do que sempre tenha sido!

serie his dark materials
Imagem ilustrativa by HBO 2019

Gostaria de começar o ano falando de uma história que, para mim como pessoa e leitor, marcou muito a minha vida.

Não sei dizer se pelo momento que eu li os livros, mas tudo naqueles dias e daqueles anos em que eu li os 3 livros da série, foram algo, incrível para mim.

Essa são as minhas versões dos livros;

Versão de bolso com as capas originais da primeira edição no Brasil. Foi por onde eu embarquei nesse mundo surpreendente do nosso amado (e odiado na época pela igreja), Philip Pullman.

Mas também, uma história que, afronta diretamente a igreja em pleno momento que ela detém o poder de fazer e desfazer o que deseja, é complicado.

Ainda bem que os tempos são outros a algum tempo, e por mais que os livros tenham tido certa supressão, não foi tanto quanto o famoso e odiado filme, que fez um resumo do primeiro livro sem muitos detalhes e que foi boicotado, inclusive.

Cena do Filme de 2007

Sem dar muito Spoiler, do que se trata His Dark Materials?

São uma trilogia de livros:

  • 1 – A Bússola de Ouro, The Golden Compass no original, conta-nos o início da Saga de Lyra, uma criança que é destinada a um futuro que o mundo não deseja. Ela ganha uma Bússola de Ouro capaz de responder a todas as suas perguntas de forma muito peculiar. Também vale destacar a importância do Roger, amigo de infância órfão de Lyra, o próprio Urso Iorek e o nosso incrível e amado aeronauta, Lee, todos de incrível presença mágica e importância.
  • 2 – A Faca sutil, The subtle Knife no original, vai nos contar que outros mundos existem sim! E que a Lyra, apesar de tudo o que passou no primeiro livro e todas as perdas e traições, não estará sozinha, pois o próprio destino estará com ela, gostando ou não. Também nos introduz ao outro personagem principal da saga, Will, e sério, sem comentário… só… <3 Aqui, sinceramente, na minha opinião, que pode divergir por aí, o estaque fica para uma personagem que eu amei, muito no livro e na série, fizeram ela de maneira tão peculiar e simples, que eu me apaixonei novamente, a Doutora Malone, sua linda!
  • 3 – A Luneta âmbar, The Amber Spyglass no original, vai nos levar a um final, simplesmente surpreendente. Adentrando mundo e reinos que a própria igreja não ousa se referir, e indagando o próprio mundo, governado por quem quer que seja, ou o que seja. Com certeza é o livro mais emblemático e que vai nos mostrar que o papel de Lyra e Will no mundo é várias coisas ao mesmo tempo, só muda de visão, e que a escolha que eles fizerem, pode decidir o futuro do mundo, para melhor ou pior, e para que nada disso acontece, a igreja vai querer silenciar os dois, e não só ela.
Poster da segunda Temporada pela HBO

A minha principal felicidade com relação a série, foi ver como a HBO, assim como a Netflix, tem mantido as peculiaridades da série, como está no livro.

E como manter essa fidelidade é muito importante para nós, leitores, a série tem sido muito bem vista no geral, e para mim, mais ainda.

Gostaria de pontuar que, ao meu ver, a Srta. Coulter e o Lorde Asriel, ficaram mais humanos na série, no livro, ambos passam uma sensação muito mais pesada e de tensão, que no filme 2007 foi muito bem feito, e que me gerou muitos elogios!

Porém, na versão da HBO, a série não fica para trás em conteúdo nenhum, escolhas são sempre feitas, e as da mesma, estão simplesmente magnificadas.

No geral, o meu desejo aqui não é dar uma opinião muito positiva a série, e ao livro, e claro, por que não ao filme de 2007?

Na minha opinião, quanto mais aberto você puder ser, mais conhecimento e mais magnifica você vai achar essa obra. Tão complexa e realista, e ainda assim, fantasiosa.

Para mim, sempre foi uma inspiração para minhas estórias, pois sempre tive muito apreço por esse tipo de fantasia.

Para finalizar, a série traz uma trilha sonora IMPECAVEL com o Lorne Balfe, compositor incrível que fez grande parte da trilha sonora em instrumental, orquestra e sinfonias, é uma obra de arte, dentro de outra obra de arte.

Leave a Comment

Comment... name="comment" cols="45" rows="4" aria-required="true">
Author type="text" value="" size="30" aria-required='true' />
Website type="text" value="" size="30" />

Archives

Categories